Notícias do Município de Três Barras

Vacinação contra a Febre Amarela pauta reunião entre médicos e enfermeiros em Três Barras

Saúde
Vacinação contra a Febre Amarela pauta reunião entre médicos e enfermeiros em Três Barras

Reunião aconteceu na última quinta-feira (06), no auditório das secretarias de Saúde e Educação. Imagens: Jota Júnior

Antes de iniciar nova etapa de vacinação contra a Febre Amarela – que ocorreu nesta semana – médicos e enfermeiros da rede pública municipal de Saúde de Três Barras se reuniram para tratar de estratégias para a campanha. 

Entre os assuntos debatidos estiveram a importância da prevenção à doença e os cuidados necessários no manuseio da dosagem vacinal, que pautaram grande parte dos trabalhos coordenados pelo médico André Carvalho.

O encontro aconteceu na tarde da última quinta-feira (06), no auditório das secretarias de Saúde e Educação, no centro da cidade.

A secretária de Saúde Raquel Cunher Vieira disse que a troca de experiências e os esclarecimentos de dúvidas são fundamentais na busca por melhores resultados. “Até porque estreitamos laços entre as equipes de saúde e reforçamos a importância do trabalho preventivo e humanizado exercido pela própria Saúde, Vigilância Epidemiológica e seus servidores”, frisou.

Quem também destacou a ação foi a enfermeira Kátia Reis, responsável pelo setor de Imunizações do Município. Segundo ela, o aumento no número de mortes de macacos e a confirmação da doença em humanos pede atenção redobrada das equipes de Saúde e, principalmente, da população. “A única forma de se proteger é a vacinação”, afirmou.

 

Mobilização

A vacina contra a Febre Amarela está sendo ofertada em paralelo à campanha contra o Sarampo, que iniciou em 10 de fevereiro e segue até 13 de março.

A vacina está disponível em todas as unidades básicas de saúde (UBS) da cidade e interior, de segunda a sexta-feira das 08h às 12h e das 13h10 às 17h.

Na UBS Dr. Mário Mussi, no distrito de São Cristóvão, a sala de vacina ficará aberta também aos sábados, até às 19h, durante todo o período da campanha.

Crianças devem ser vacinadas a partir dos 9 meses, com reforço aos 4 anos de idade. A segunda dose é fundamental para que a proteção seja garantida. “A criança que ainda não recebeu o reforço deve ser levada a unidade de saúde o mais breve possível”, observou a enfermeira.

 

Publicado por: Assessoria de comunicação em 12/02/2020

Veja mais notícias


Encaminhe suas reclamações, denúncias, solicitações e sugestões.
Tire suas dúvidas. Acesse a ouvidoria Municipal