Notícias do Município de Três Barras

Três Barras é um dos Municípios catarinenses contemplados com a Carta de Inundação e Sistemas de Previsão de Eventos Hidrológicos

Três Barras é um dos Municípios catarinenses contemplados com a Carta de Inundação e Sistemas de Previsão de Eventos Hidrológicos

Servidora da Defesa Civil Municipal, Andressa Rodrigues; coordenador regional da Defesa Civil, Clodoaldo Ribas dos Santos, prefeito Luiz Shimoguiri e o chefe da Defesa Civil de SC, João Batista Cordeiro Júnior.

Um dos Municípios catarinenses mais vulneráveis a inundações no Estado, Três Barras recebeu da Defesa Civil de Santa Catarina uma importante ferramenta de embasamento técnico para a previsão de cheias, mapeamento e análise de riscos hidrológicos, monitoramento e alertas.

A Carta de Inundação e Sistemas de Previsão de Eventos Hidrológicos Críticos foi entregue ao prefeito Luiz Shimoguiri durante cerimonial na Câmara de Vereadores de Canoinhas na tarde desta terça-feira (12).

O estudo contratado pelo Governo do Estado em 2017, ao valor de R$ 2,5 milhões, contempla outros 34 Municípios catarinenses. Inseridas no Planalto Norte, região considerada como de alto risco hidrológico pela Defesa Civil, as cidades de Canoinhas, Mafra e Porto União também receberam as Cartas de Inundação.

Situada em uma das regiões mais propícias a tempo severo na América do Sul, Santa Catarina é o Estado com maior recorrência de desastres naturais no País. Os impactos sociais e econômicos ocasionados por inundações e estiagem causaram prejuízos superiores a R$ 688 milhões nos últimos anos.

O fato de Três Barras ter um histórico de enchentes é lembrado pelo prefeito Shimoguiri. A população do distrito de São Cristóvão e dos bairros Zilda Pacheco/Argentina, João Paulo II e Jardim Rio Negro é sempre a mais castigada durante as cheias.

Para o prefeito, além de auxiliar a coordenadoria municipal no planejamento de ações de proteção e defesa civil, o estudo vai contribuir também para o ordenamento urbano. “São informações importantes porque nortearão, por exemplo, o Plano Diretor do Município que está em fase de elaboração”, comentou.

Presente ao avento, o chefe da Defesa Civil de SC, João Batista Cordeiro Júnior, disse que ao planejar ações e buscar soluções definitivas o órgão ajuda a construir um Estado mais resiliente. “Todos os anos as inundações e estiagem atingem os catarinenses e essas situações são agravadas peça ocupação desordenada”, explicou.

Já o coordenador de monitoramento e alerta da Defesa Civil de SC, Frederico Rudolf, afirmou que com os sistemas de alertas e gestão de cheias os Municípios beneficiados poderão minimizar danos, prejuízos e preservar vidas.

Antes de colocarem em prática as informações e orientações contidas nas Cartas de Inundação, coordenadores da Defesa Civil dos 35 Municípios contemplados irão passar por treinamento via videoconferência.

 

Publicado por: Assessoria de comunicação em 13/11/2019

Veja algumas fotos desta notícia


Veja mais notícias


Encaminhe suas reclamações, denúncias, solicitações e sugestões.
Tire suas dúvidas. Acesse a ouvidoria Municipal