Notícias do Município de Três Barras

Projeto de revitalização da Avenida Rigesa é apresentado durante reunião com a comunidade

Projeto de revitalização da Avenida Rigesa é apresentado durante reunião com a comunidade

Reunião aconteceu na noite de sexta-feira (23), tendo a presença de moradores e comerciantes da via, além de autoridades e pessoas da comunidade.

Voltada especialmente à comodidade e segurança dos pedestres e à circulação de veículos leves, a revitalização do trecho 1 da Avenida Rigesa deve iniciar num prazo de até 60 dias.

A informação foi dada pelo prefeito Luiz Shimoguiri durante reunião na noite de sexta-feira (23), para a apresentação do projeto de arquitetura e urbanismo a comerciantes e moradores da via.  

Pessoas da comunidade, secretários municipais, vereadores e servidores da Prefeitura também acompanharam a explanação feita por técnicos do setor de Planejamento.

Orçada em aproximadamente R$ 3,7 milhões, a primeira etapa vai contemplar uma extensão linear de 1.160 metros, entre o Restaurante e Lanchonete Romanhuk e a ponte do Rio Barra Grande, atendendo grande parte do comércio situado na avenida. O edital de licitação para a obra deve ser lançado durante esta semana.

Desenvolvido pelo arquiteto e urbanista Luiz Gustavo Singeski, o projeto prevê nova drenagem pluvial; pavimentação asfáltica; construção de calçadas em paver com a instalação de piso podotátil; ciclovia; canteiros para arborização; paisagismo; faixas elevadas para pedestres; praça com playground e academia ao ar livre; sinalização vertical e horizontal, nova rótula nas proximidades do Posto São Gabriel; e também mobiliário, com a instalação de novos abrigos para passageiros, bancos, bicicletários e postes para luminárias.

Durante as obras serão implantadas redes de abastecimento de água independentes, nos dois lados da via, assim como construídas áreas de espera para futuramente receber a rede de esgotamento sanitário.

Com os recursos disponíveis no caixa da Prefeitura, prefeito Luiz Shimoguiri acredita que a obra deve ser concluída num prazo de até cinco meses. “Hoje o Município tem crédito e capacidade de começar e terminar qualquer obra” garantiu, ao lembrar que a tendência atual é priorizar a circulação de pessoas.

Questões e dúvidas levantadas pelo público foram respondidas pelos engenheiros Mateus Sucheck, Nadine Janiszewski, responsáveis pela explanação, como também pelo secretário de Administração e Planejamento Zair Packer, e pelo próprio prefeito municipal.

Proprietário de uma loja de informática na avenida há 15 anos e presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Três Barras, o comerciante Erick Sudoski aprova a revitalização da via.  “Vai trazer muitos benefícios, melhorando o fluxo de veículos e pedestres, atendendo aos anseios da população e do próprio comércio”, frisou.

 

Alterações no trânsito

Assim que iniciar as obras de reurbanização da Avenida Rigesa, o fluxo pesado será alterado para o bairro Argentina. Os caminhões vindos de São Mateus do Sul/PR, por exemplo, terão obrigatoriamente que acessar a Rua Lumber, depois a Avenida Vereador José Nunes Cavalheiro e Vereador Ricardo de Oliveira, para chegar à Avenida Rigesa, nas proximidades do Rio Barra Grande, saída para a SC-120 e BR-280.

A medida não valerá para os caminhões de carga e descarga, que também terão horários específicos de circulação após o término das obras.

 

Desvio

Com a liberação da licença ambiental por parte do Instituto do Meio Ambiente, prevista para os próximos dias, outra importante obra deve sair do papel ainda este ano.

O desvio rodoviário pelo bairro Argentina terá um percurso de 1,5 quilômetro, com início no entroncamento da Avenida Rigesa com a Rua Lumber, seguindo em paralelo à Rua Antônio Simões da Mata, até sair na área de acesso à fábrica de papel da WestRock.

A obra tem estimativa de custo de R$ 4,9 milhões. A intenção é realizá-la simultaneamente à obra de revitalização da Avenida Rigesa. A expectativa é lançar o processo licitatório até o começo do mês de setembro.

 

Infraestrutura

Na reunião, prefeito Luiz Shimoguiri ainda anunciou a reurbanização da praça que fica no entroncamento da Avenida Rigesa com a SC 120, próxima ao portal da cidade. O processo licitatório já foi lançado e o custo estimado da obra é de R$ 450 mil.

Outra boa notícia repassada pelo prefeito diz respeito à pavimentação asfáltica de 18 ruas nos próximos meses, contemplando vários bairros da cidade e o Distrito de São Cristóvão.

Para custear os asfaltos, a Prefeitura usará recursos disponíveis em caixa e também outros R$ 8 milhões liberados através de linhas de financiamento do Badesc e da Caixa Econômica Federal, por meio do programa Finisa.

O Município aguarda ainda a liberação de mais R$ 6 milhões, via outros programas da Caixa Econômica Federal, para executar as demais obras de infraestrutura urbana.

Com relação a melhorias na iluminação pública, Shimoguiri também anunciou investimentos de R$ 450 mil para a substituição das luminárias de vapor de sódio por lâmpadas de led.

Publicado por: Assessoria de comunicação em 25/08/2019

Veja algumas fotos desta notícia


Veja mais notícias


Encaminhe suas reclamações, denúncias, solicitações e sugestões.
Tire suas dúvidas. Acesse a ouvidoria Municipal